Main Menu
Principal
Preâmbulo
ALCOÓLICOS ANÔNIMOS é uma irmandade de homens e mulheres que compartilham suas experiências...
Saiba mais
 
Os Doze Passos de AA
Admitimos que éramos impotentes perante o álcool - que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
Saiba mais
 
As Doze Tradições de AA
Nosso bem-estar comum deve estar em primeiro lugar; a reabilitação individual depende da unidade de A.A.
Saiba mais
 
Os Doze Conceitos para os Serviços Mundiais de AA
A responsabilidade final e a autoridade suprema pelos serviços mundiais de AA deveriam sempre residir na consciência coletiva de toda a nossa irmandade.
Saiba mais
 
A Irmandade
Como o funciona o programa
Raramente vimos alguém fracassar tendo seguido cuidadosamente nosso caminho.
Saiba mais
 
A História de AA
Alcoólicos Anônimos iniciou-se em 1935, em Akron, Ohio, com o encontro de Bill W
Saiba mais
 
Literatura Oficial de Alcoólicos Anônimos
A Literatura de Alcoólicos Anônimos em Língua Portuguesa
Saiba mais
 
Informações Gerais Sobre AA
Alcoólicos Anônimos interessa-se unicamente pela recuperação individual e manutenção da sobriedade dos alcoólicos
Saiba mais
 
Você deve procurar o A.A.?
Somente você poderá determinar se o programa de A.A. - a maneira de viver de A.A. - tem algum sentido para você e pode ajudá-lo.
Saiba mais
 
Links
Obtenha informações sobre a Irmandade de Alcoólicos Anônimos através do seu site oficial e dos sites dos escritórios de serviços de A.A
Saiba mais
 
Mapa do Site
Links Rápidos


Os Doze Passos de AA - Alcoólicos Anônimos
 

1. Admitimos que éramos impotentes perante o álcool - que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.

2. Viemos a acreditar que um Poder Superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.

3. Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.

4. Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.

5. Admitimos perante Deus, perante nós mesmos e perante outro ser humano, a natureza exata de nossas falhas.

6. Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.

7. Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse de nossas imperfeições.

8. Fizemos uma relação de todas as pessoas a quem tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.

9. Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-las significasse prejudicá-las ou a outrem.

10. Continuamos fazendo o inventário pessoal e quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.

11. Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.

12. Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a estes Passos, procuramos transmitir esta mensagem aos alcoólicos e praticar estes princípios em todas as nossas atividades

 

AA Sobriedade Online